Você acredita em milagres?

Atualizado: 10 de dez. de 2021

Você acredita em milagres?


Milagres estão em toda parte


Albert Einstein dizia: “Só há duas maneiras de viver: uma é acreditar que não existe milagre; e a outra é acreditar que tudo é um milagre, que milagres estão em toda parte”. Eu era dos que não acreditava em milagres, achava que milagre é uma fábula, uma crendice popular, religiosa.


Religião e Ciência são com o óleo e água, não se misturam

A minha cabeça científica, como psicólogo, foi treinada a não acreditar em milagres; tanto que, na faculdade de psicologia, os professores diziam que “religião e ciência eram como óleo e água, não se misturavam”. Nunca imaginei que um dia iria integrar em meu trabalho, como terapeuta, a ciência psicológica e a espiritualidade, isto é, a razão e a fé, sistematizando em 2006 a TRE (Terapia Regressiva Evolutiva) - A Terapia do Mentor Espiritual, como uma nova modalidade de terapia.


A vida é um grande mistério!

Pois existem coisas mais profundas que a razão, o intelecto, não consegue entender, mas a vida tem as suas razões, os seus segredos.


A paciente que mudou a minha vida, um milagre que aconteceu!

Fui treinado na faculdade de psicologia a lidar apenas com os aspectos psicológicos e emocionais do ser humano e não com o lado espiritual. Mas tudo mudou com uma paciente, que foi um divisor de águas em meu trabalho, um milagre em minha vida. Numa das sessões de regressão, ela me disse: “Dr. Osvaldo! Eles estão falando que daqui para frente vão assessorar o nosso trabalho.

Atônito, eu lhe perguntei: - Eles quem?!

Ela me respondeu: - O meu mentor espiritual e os amigos espirituais do Astral. Ele pede para falar ao senhor tudo o que eles vão fazer comigo daqui para frente, nessa terapia... Estão, agora, alinhando os meus chacras (centros energéticos do corpo espiritual). Falam que é por isso que não estou conseguindo relaxar, como deveria, para regredir nessa terapia.


Ela sofria de Endometriose

Essa paciente era uma jovem de 28 anos, solteira, sofria de endometriose (doença inflamatória grave provocada por células do endométrio, um tecido que reveste o útero). Há 10 anos que ela se tratava dessa doença; porém, sem resultados. Mas, numa das consultas com o mesmo médico que a tratava, ele tirou a radiografia de seu útero e, ao olhar perplexo o raio X, ele lhe indagou: “Você trocou de médico?” Ela lhe respondeu que não. Ele olhou novamente o raio X e lhe disse: “Não estou vendo a endometriose. Tem certeza de que você não mudou de médico? Como pode? Você está assintomática, não tem mais a doença!”.

A paciente lhe disse: “Doutor! Estou fazendo uma terapia com um psicólogo, que trabalha com regressão de memória (na ocasião, eu era um psicólogo; hoje, não sou mais, sou um terapeuta holístico, pois vejo o ser humano em sua totalidade – mente, corpo e espírito). Desconfiado e incrédulo, o médico lhe indagou que tipo de terapia era a TRE?


A medicina não acredita em milagres

A paciente lhe perguntou, então, se ela estava curada? Ele lhe respondeu que ela teve uma remissão espontânea (termo usado comumente pelos médicos, para não falar em milagres) e, portanto, ela estava assintomática, ou seja, sem sintomas (e não curada, segundo esse médico).


Eu me conscientizei que fazia parte de uma equipe maravilhosa do Astral Superior

Para minha surpresa, ela estava curada (nunca havia acontecido comigo, uma paciente se curar de uma doença tão grave). A partir daí me conscientizei que não estava sozinho, nesse trabalho, e que fazia parte da equipe maravilhosa do plano espiritual. Sob a orientação dos mentores espirituais, o meu trabalho deu um salto qualitativo e quantitativo, pois, inúmeros casos passaram a ser equacionados em meu consultório.


É comum os pacientes virem a essa terapia, incrédulos, sem fé, desamparados!

Normalmente, muitos pacientes vêm a essa terapia, incrédulos, sem fé, sentindo-se desesperançosos, desamparados, por conta de seus problemas, sem solução. No entanto, na TRE, após passar por experiências espirituais inusitadas, impactantes, muitos chegam a mudar radicalmente, seus valores se convertem, e suas vidas mudam profundamente.


Os seres de luz nos ajudam, nos bastidores

Quando conversam com os seus mentores espirituais, os pacientes descobrem que não estão sozinhos, desamparados, que os seres espirituais de luz trabalham nos bastidores, para ajudá-los. Antes dessa terapia, muitos perderam a fé, sentiam-se solitários, não percebiam a ajuda dos seres amparadores de luz em suas vidas.


Os mentores dos pacientes que os intuem a procurar essa terapia

A maioria de meus pacientes vêm a essa terapia, intuídos pelos seus mentores espirituais (durante a terapia, seus mentores confirmam que foram eles que os trouxeram à TRE).


O paciente descobriu o seu verdadeiro propósito, sua missão de vida

É o caso de um juiz federal, de 58 anos, solteiro. Ele estava julgando um réu no tribunal, onde estavam presentes o promotor à sua direita e o advogado de defesa à esquerda, e, o réu, no meio.

O juiz estava segurando uma caneta, lendo o processo, e, de repente, sua mão involuntariamente começou a ter espasmos, a se mexer, e escreveu no processo a frase: “Procure o Dr. Osvaldo Shimoda!”.


Paciente teve uma crise de pânico

Atônito, não entendia por que sua mão escreveu àquela frase, ainda por cima, num documento de um processo penal. Começou a passar mal, sentindo sudorese, tontura, falta de ar, dor no peito, sensação que ia perder os sentidos, achou que ia ter um infarto.

O promotor, vendo-o pálido e suando muito, indagou-lhe: “O senhor está passando mal, quer ajuda?”. Percebendo que não estava bem, bateu o martelo, suspendendo o julgamento. Procurou com urgência um cardiologista, fez todos os exames médicos, mas deram todos normais.

Então, o cardiologista o encaminhou a um psiquiatra, que o diagnosticou com transtorno do pânico (o paciente omitiu ao psiquiatra, que sua mão involuntariamente escreveu àquela frase no processo, achando que ele iria diagnosticá-lo como louco). Começou a tomar ansiolítico e nunca mais teve a crise de pânico.


O meu site apareceu “do nada” na tela de seu notebook

Mas, num domingo, em sua casa, estava digitando um processo, e, após voltar do banheiro, viu perplexo, na tela de seu notebook, o meu site (ele não fez a busca, pois nem sabia do endereço de meu site). Viu o meu nome e lembrou que a sua mão já o havia escrito naquele processo. Atônito, não entendendo por que “do nada” o meu site apareceu em sua tela, viu escrito justamente o meu artigo com o título “Transtorno do pânico” (escrevi mais de 300 artigos, com diferentes temas).

Resolveu ligar no meu consultório para agendar presencialmente uma consulta. Na entrevista de avaliação(anamnese) ele me perguntou se estava louco, se tinha algum distúrbio psiquiátrico. Eu lhe respondi que não, e, ao deitar-se no divã, novamente sua mão direita começou a se mexer involuntariamente, com espasmos.


Ele era um médium de psicografia

Eu sabia que ele era um médium de psicografia, mas, ele não, pois, era um neófito no campo da espiritualidade. Então, peguei uma prancheta com papel sulfite, e o coloquei em seu colo. Pedi-lhe que segurasse a caneta e deixasse sua mão escrever no papel, sem controlar. Sua mão começou a escrever, a psicografar. No final, eu li para ele, o que a sua mão havia escrito, isto é, o que o ser espiritual havia escrito.


Paciente psicografou uma mensagem de seu mentor espiritual

Na verdade, ele psicografou uma mensagem de seu mentor espiritual. O ser espiritual que usou a mão do paciente para se comunicar se identificou como sendo o seu mentor espiritual, dizendo que fora ele que escreveu naquele processo a frase: “Procure o Dr. Osvaldo Shimoda”. Disse na carta psicografada, que tentou de tudo para se comunicar com ele, mas não teve sucesso, inclusive, até em sonho, mas o paciente estava muito resistente em se comunicar com ele.


O seu mentor espiritual lhe revelou a sua missão de vida

Ele lhe revelou que o paciente estava se afastando de seu verdadeiro propósito, missão de vida, que era ajudar – através da psicografia – os necessitados, encarnados e desencarnados, a buscarem o caminho da luz.


Seu mentor espiritual que fez com que o paciente tivesse uma crise de pânico

Mas, como ele estava fechado para essa comunicação, a única forma que o seu mentor espiritual encontrou para se comunicar com ele foi escrevendo no processo àquela frase para que o paciente me procurasse e, por isso, fez com que tivesse uma crise de pânico porque, do contrário, ele não iria ao meu consultório.

No final da psicografia, ele o orientou que fizesse o meu curso de formação de terapeuta em TRE, mas não para ser um terapeuta e, sim, para se esclarecer mais sobre a espiritualidade. Após concluir o meu curso, o paciente procurou um centro espírita (fez também o curso de formação de médiuns) e passou a trabalhar como médium de psicografia.


A leitora de meus artigos que se beneficiou, só de lê-los

Para finalizar esse artigo, quero citar outro caso de como os espíritos de luz nos ajudam nos bastidores. Eu me recordo de uma leitora assídua de meus artigos, em meu site, que me encaminhou um e-mail. Vou transcrevê-lo: “Dr. Osvaldo Shimoda, minhas saudações!

Tenho tentado mandar há muito tempo um feedback para o senhor, mas nunca acho as palavras, e sempre deixo para depois. Mas, hoje, estou aqui, e venho por meio deste agradecer o seu trabalho. Nunca fiz a TRE, mas só em ler os seus artigos, principalmente os relatos de seus pacientes, tenho visto uma melhora significativa em minha vida.


Os artigos evitaram que ela se matasse

Agradeço ao senhor por ajudar direta e indiretamente muitas pessoas que necessitam de auxílio, pois, muitas vezes em que estava triste, à beira de um precipício, pensando em acabar com a minha vida, seus artigos apareciam como “guia aos meus olhos” e me evitavam fazer qualquer mal que fosse. Termino esse e-mail, emanando a luz dourada de Cristo, espero que ele continue abençoando o trabalho maravilhoso que pratica.

Abraços de alguém que lhe admira muito!”.


Conclusão: O mentor espiritual do paciente me utilizou, como terapeuta, para se comunicar com ele, para que não se desvirtuasse de sua missão de vida, como médium de psicografia, bem como a leitora de meus artigos se beneficiou também, só de lê-los, impedindo que ela abreviasse à sua vida, nos momentos de desespero.

Um interlocutor perguntou à Kardec, o codificador do Espiritismo, se os espíritos influenciavam em nossas vidas? Ele lhe respondeu: “Muito mais do que vos imaginais”. Milagres estão em toda parte, mas é preciso ter “olhos para vê-los”, pois, só conseguem vê-los quem têm abertura mental e fé.


Estamos em BLACK FRIDAY até o dia 30/11/21 aproveite e agende sua consulta.




181 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo