Você tem pesadelos constantes?

Atualizado: 10 de dez. de 2021

Você tem pesadelos constantes?


Pesadelos constantes requer um tratamento com um profissional qualificado

O pesadelo é um transtorno do sono que, de vez em quando é normal, cuja causa pode ser estresse, ansiedade ou um período conturbado de muitos problemas, que uma pessoa vem passando.

No entanto, quando se tornam muito frequentes a ponto de ser recorrente e causar angústia, interferir na qualidade do sono, ou mesmo ter medo de ir dormir e prejudicar o seu dia a dia, sua rotina de vida, nesses casos, requer um tratamento, um acompanhamento de um profissional qualificado.


Podem ser causados por lembranças traumáticas de uma vida passada e/ou ataques espirituais

Podem ter como causa reminiscências de uma vida passada, ou seja, lembranças traumáticas de uma vida passada, tais como fugas, perseguições, por exemplo, do campo de concentração nazista da 2ª guerra mundial.

Porém, os pesadelos, principalmente de estar sempre fugindo, sendo perseguido, podem ter como causa um ataque espiritual durante o sono de obsessores espirituais, desafetos espirituais de uma vida passada.


Pesadelos, desde criança, provocados por lembranças traumáticas de uma vida passada e ataques espirituais

Há também aqueles pesadelos recorrentes que acompanham os pacientes, desde criança. É o caso de um paciente de 45 anos, casado. Desde os 7 anos de idade, sofria de terror noturno, onde acordava gritando, suando muito, taquicardia, assustado, e, com muito medo.


Ele via sempre em seus pesadelos, uma poça de sangue

Ele tinha um pesadelo recorrente de sempre ver uma poça de sangue, debaixo da escada, no interior de uma casa, mas a cena era sempre a mesma, não via mais outras cenas. Na verdade, foi sua esposa que o “intimou” a me procurar, depois que ele quase a feriu, num desses pesadelos.

A casa dele era “um forte”, com cerca elétrica por todos os lados; tinha 4 cachorros de raça pastor alemão, seguranças fazendo a ronda de sua casa, revezando-se; circuito interno com câmeras, na parte interna e externa da casa. Ele dormia também com uma faca e um revólver, debaixo de seu travesseiro. Toda essa segurança era porque tinha muito medo de ladrões entrarem em sua casa, uma mansão, num bairro nobre de São Paulo.


Num dos pesadelos, quase feriu sua esposa com a faca

Num desses pesadelos, ele acordou gritando, pegou a faca debaixo de seu travesseiro, e quase acertou a jugular de sua esposa, que dormia ao seu lado. Assustada, chorando, ela lhe disse gritando: “Ou você procura um terapeuta, ou me separo de você! Não aguento mais, quase você me matou!

Ao perceber que os seus pesadelos estavam tomando uma proporção maior, antes que acontecesse uma tragédia, resolveu me procurar.


Numa das sessões de regressão, ele viu a mesma cena de seus pesadelos recorrentes: a poça de sangue, debaixo da escada. Contei de 4 a 1 que é um recurso técnico que utilizo, nessa terapia, para ele retroceder antes dessa cena (sabia pela minha experiência, que a poça de sangue era uma cena traumática de sua vida passada, que estava provocando os seus pesadelos constantes).

Terapeuta: - Vou contar de 4 a 1 e você vai retroceder, regredir antes dessa cena da poça de sangue, para que possa entender por que você sempre vê essa cena em seus pesadelos? 4...3...1 Volte, agora, no tempo e no espaço, antes dessa cena...

Paciente: - Eu me vejo como um comerciante árabe, uso um turbante e roupa folgada... É uma época muito antiga, uma vida passada... Vendo camelos e cavalos. Tenho esposa e dois filhos pequenos, um tem 7 e o outro 5 anos... Moro numa casa ampla. É comum ficar dois meses longe de casa, quando viajo, para entregar os animais aos compradores.


Homens com facões mataram sua família

Mas, numa dessas viagens, entraram em minha casa quatro homens armados, com facões. Eles compraram alguns camelos e cavalos e não me pagaram. Eu os ameacei de morte, dizendo-lhes que se não me pagassem, iriam se arrepender. Eles entraram em minha casa à noite, achando que eu estava lá.

Mas, como eu não estava, mataram a minha esposa e os meus filhos. Desgraçados! (fala gritando e chorando copiosamente).


Poça de sangue em seus pesadelos

Vejo os corpos deles, caídos na escada... Vejo a minha esposa caída com os olhos arregalados e, do lado dela, os meus filhinhos! Aquela poça de sangue que vejo sempre em meus pesadelos, desde criança, são de minha família (chora intensamente).

Quando cheguei de viagem, vi os corpos de minha família, sem vida. Malditos! Eles vão pagar pelo me fizeram, custe o que custar (grita, chorando muito). (pausa).

Terapeuta: - Vou contar de 1 a 3 e você vai avançar mais para frente nessa cena, para ver o que aconteceu nessa vida passada?

Paciente: - Anos depois, eu e os meus capangas, finalmente os encontramos. Antes de matá-los, eu os torturei, tiveram uma morta lenta e dolorosa! Mereceram, esses canalhas!


Na sessão seguinte (última sessão), o paciente me relatou: - Nossa! Sinto um calafrio intenso em meu corpo... Vejo do meu lado direito uns vultos escuros (ele estava vendo seres espirituais trevosos) ... Eles estão rindo de mim.

Terapeuta: - Pergunte quem são eles?

Paciente: São os homens que os matei naquela vida passada... Falam que não vão me deixar me paz... São eles que me atacam, quando estou dormindo...

Terapeuta: - Você quer lhes dizer algo?

Paciente: - Estou lhes dizendo, que na época estava com muito ódio, queira me vingar por eles terem matado a minha família. Mas que hoje sou outro homem. Quero lhes pedir perdão por ter tirado às suas vidas.

No final da sessão, eu o orientei que fizesse em sua casa a oração do perdão para seus obsessores espirituais, emanando-lhes a luz dourada, o amor de Cristo (no meu site, na página inicial, essa oração pode ser encontrada ao clicar o botão “orações”).


Conclusão:

Após o término da terapia, sua esposa (foi também a minha paciente) me ligou, dando-me a ótima notícia que o seu marido não estava mais tendo pesadelos, que ambos estavam dormindo muito bem. Disse-me também, que o seu marido não estava mais dormindo com a faca e o revólver, debaixo do travesseiro.


Agendamento de consultas:







98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo